Kica de Castro - Inclusão na Moda e Publicidade


#ParaTodoMundoVer: Foto de Kica de Castro

Kica de Castro é publicitária e fotógrafa. Tem uma agência de modelos exclusiva para profissionais com alguma deficiência, desde 2007. Anos de trabalho provando que beleza e deficiência não são palavras opostas e os resultados podem ser vistos em editoriais, exposições e passarelas. Colunista das revistas: Reação - Colunas: Moda e Beleza e Ensaio; Revista digital Tendência Inclusiva - Coluna: Retrato Inclusivo. Apresentadora do programa Viver Eficiente, que tem como objetivo dar voz e visibilidade para pessoa com deficiência.

Seção de entrevista – Bate-papo na REAB!

1) Por que você decidiu montar uma agência exclusiva para modelos com alguma deficiência?

Em 2002 fui trabalhar em um centro de reabilitação para pessoas com deficiência física, era chefe do setor de fotografias. Fiquei lá por 5 nos. Nesse período, encontrei várias pessoas com um sonho em comum, de poder ser referência no assunto beleza e até mesmo atuar no mercado de trabalho como modelos. O que faltava no Brasil era alguém apostar nesse nicho, fiz pesquisas, conheci projetos da Europa e em 2007 resolvi ser essa empreendedora. Deixei o emprego fixo e montei agência, afinal de contas, ter à disposição 45 milhões de consumidores é atrativo para qualquer mercado de consumo.


2) Como é essa experiência de fotografar modelos com deficiência e qual a reação deles nesse processo?

Beleza e deficiência não são palavras opostas. Ter profissionais nessas condições é uma honra. A experiência é gratificante em poder ter a disposição pessoas com eficiência e poder usar os aparelhos ortopédicos como acessório de moda. A reação sempre é de autoestima no grau máximo. Dá para ver no olhar o empoderamento que elas conquistam com um simples click.


3) Qual a sua dica para quem quer ser modelo e possui alguma deficiência?

Esse é um mercado de trabalho como qualquer outro, precisa ter muita dedicação. Estudar é uma etapa fundamental para ser um bom profissional. Nunca desista do seu sonho. Receber um não, é o tempo todo, porém, com determinação e muita paciência, vamos além.


4) Qual a sua opinião sobre a moda inclusiva no Brasil?

Existem dois pontos, moda quando falamos na questão vestuário, que nos últimos 10 anos está em alta, quando o assunto é em ambiente acadêmico. Ainda são poucas as marcas que estão no mercado de consumo. É preciso investir mais nesse nicho. Outro ponto, pessoas com deficiência sendo reconhecidas pela beleza. O mercado de trabalho está abrindo as portas para artes cênicas, publicidade e moda. O exemplos para isso são bons e positivos, o assistencialismo ficou de lado e as pessoas são contratadas pela beleza e eficiência.


Na REAB: Kica de Castro é responsável pela palestra "Inclusão na moda e publicidade".

#UmMundodePossibilidades

0 visualização

reabbauru@gmail.com © 2019 por LM&Co. 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone